Menu

TwitterFacebookPinterestGoogle+

Gol do Flamengo sobre o CruzeiroO Cruzeiro criou pouquíssimas oportunidades diante do Flamengo e acabou derrotado por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no estádio Luso-Brasileiro, pela 33ª rodada da Série A. Os gols rubro-negros foram marcados um em cada tempo: Everton, aos 36min da primeira parte, e Vinícius Júnior, aos 48min da etapa complementar. Os zagueiros Murilo e Manoel mostraram desatenção nas jogadas.

A falta de inspiração da Raposa pode ser explicada pelas ausências de Rafinha, que cumpriu suspensão pelo terceiro amarelo, e Arrascaeta, convocado para amistosos da Seleção Uruguaia (será desfalque por mais duas partidas). Os dois foram muito participativos nas finalizações na vitória do último domingo sobre o Atlético-PR por 1 a 0, no Mineirão. Ao menos Rafinha estará à disposição da comissão técnica na próxima rodada.

O revés no Rio de Janeiro fez o clube celeste cair do quinto para o sexto lugar, com 51 pontos. O Botafogo, que superou o Sport por 2 a 1, na Ilha do Retiro, leva vantagem no número de gols marcados: 42 a 39. No domingo, às 19h, o Cruzeiro tentará se recuperar contra o Fluminense, no Mineirão.

O Flamengo, que agora soma 50 pontos, segue no G7 - grupo de qualificação para a Libertadores de 2018. O adversário do rubro-negro às 17h de domingo será o Palmeiras, no Allianz Parque, em São Paulo.

O JOGO

Zeos Travelling Agência de ViagensSem Rafinha e Arrascaeta, o Cruzeiro sentiu muitas dificuldades no setor ofensivo. Alisson não foi o atleta veloz e com bom repertório em dribles como em outras ocasiões. Por sua vez, Rafael Marques voltou a ser figura decorativa em campo. A Raposa só levou perigo na bola parada: aos 5min, Thiago Neves cobrou falta em direção à pequena área e Murilo se atrapalhou ao tentar a conclusão.

No mais, só deu Flamengo, que chegou a ter quase 70% de posse de bola. Ao confirmar a escalação com o meia Lucas Paquetá no lugar do volante Márcio Araújo, o técnico Reinaldo Rueda deu a entender que queria ver sua equipe fazendo pressão no ataque.

As investidas rubro-negras obrigaram o goleiro Fábio, do Cruzeiro, a trabalhar. Ele fez boas defesas em chutes de Paquetá, aos 3min, e Rafael Vaz, aos 24min. Aos 36min, porém, não teve jeito: em bola cruzada do lado esquerdo, Vizeu ajeitou de cabeça, Murilo não acompanhou o lance e Everton soltou a bomba de canhota na gaveta: 1 a 0.

Ciente de que sua equipe apenas se defendeu na etapa inicial, Mano Menezes voltou para o segundo tempo com Rafael Sobis no lugar de Rafael Marques. Houve ligeira melhora em termos de posicionamento e troca de passes, mas o Cruzeiro não conseguiu levar perigo a Diego Alves.

Já o Flamengo, que chegou a “desacelerar” o ritmo, teve a chance de ampliar numa bobeada da zaga cruzeirense. Depois de falha de Manoel, Everton ficou em boas condições para balançar as redes, mas Fábio tocou na bola com a ponta dos dedos e fez mais uma boa defesa.

Nos acréscimos, em erro de posicionamento de Manoel, Vinícius Júnior – que entrara aos 34min no lugar de Lucas Paquetá – chutou rasteiro na saída de Fábio e fechou a conta: 2 a 0.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS