Menu

Banner Zeos Travelling

TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com
Banner Zeos Travelling

Sine divulga 23 vagas de emprego abertas em Divinópolis

  • Escrito por G1

carteira assinada 2O Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Divinópolis divulgou, nesta sexta-feira (11), 23 vagas de emprego. Dentre as vagas disponíveis, sete são específicas para pessoas com deficiência. Os salários variam entre R$ 788 e R$ 1.632. O emprego com maior salário é o de motorista de ônibus urbano, com uma vaga em aberto. Para se candidatar à vaga, é necessária experiência comprovada na Carteira de Trabalho (CTPS).

Também estão disponíveis outras nove vagas com experiência sem comprovação na carteira de trabalho, como Auxiliar de Depósito, Cobrador de Transportes Coletivos, Embalador, Operador de Caixa, dentre outras, com salários entre R$ 788 e R$ 970.

Os interessados devem procurar a unidade do Sine de Divinópolis que fica na Rua Goiás, n° 206, no Centro. Documentos de identificação pessoal, carteira de trabalho e o cartão do PIS devem ser levados.

Vagas com experiência comprovada em CTPS:

Cresce o número de inadimplentes no SPC em Divinópolis

  • Escrito por G1

Serasa CDL DivinopolisDe acordo com dados divulgados pela Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), o número de registros no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) aumentou em Divinópolis. O levantamento apontou que houve aumento de 40,29% em novembro deste ano em relação ao mesmo período de 2014.

O número de cancelamento de registro no SPC também sofreu aumento de 11,33% enquanto o número de consultas para compras realizadas a prazo sofreu queda de 8,35%.


publicidade

Divinópolis terá Natal das lembrancinhas

  • Escrito por Portal Centro Oeste

compras natal021Com o final de ano chegando, a expectativa é de que os brasileiros gastem mais nos comércios. Certo? Não no caso de Divinópolis. Faltam três semanas para o Natal e de acordo com uma pesquisa feita pela Câmara de Dirigentes Lojistas, os divinopolitanos devem comprar no geral lembrancinhas, presentes mais baratos, com preços de R$20 reais para baixo.

Muitos fatores ajudam para que essa expectativa seja baixa, entre eles o da insegurança, tanto por parte dos comerciantes, como por parte dos consumidores que procuram mais segurança, ainda mais com o aumento dos roubos na cidade nos últimos tempos.

Vale Viagem Para o Presidente da CDL, Rogério Aquino, os lojistas estão com esperança de que aconteça uma melhora com a chegada das festividades.

“A espera é que pelo menos a gente tenha um mês melhor que os outros. Que o lojistas vendam mais que um mês normal”.

Ainda segundo Rogério, o segmento popular deve ser o comércio que mais venda, agrade e consiga se sobressair mesmo com todas essas dificuldades enfrentadas pelo setor.

Preços de combustíveis variam até 22% em Divinópolis

  • Escrito por G1

charge aumento gasolinaAs variações nos preços da gasolina e do álcool em Divinópolis levam consumidores a pesquisar antes de reabastecer os veículos. De acordo com um levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), na cidade o litro de gasolina varia de R$ 3,32 a R$ 3,79 (aumento de 14,1%). Já o do álcool vai de R$ 2,39 a R$ 2,92 (22,1% a mais).

Segundo o diretor regional do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro), Roberto Rocha, vários fatores determinam essas diferenças. "Temos aumentos autorizados pelo governo federal e o reajuste que o Estado faz sobre o preço de venda de combustível em seu território. Há também o aumento no preço do óleo diesel, que impacta no custo do transporte dos combustíveis", pontuou.

publicidade

Os combustíveis foram os grandes responsáveis pela alta de 0,85% no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de novembro. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ainda segundo o levantamento, a gasolina no Brasil ficou 4,70% mais cara de outubro a novembro. Já o etanol subiu 12,53%.

Banner Zeos Travelling

Custo do material de construção em Divinópolis tem variação de até 127%

  • Escrito por G1

materiais de construcao divinopolisO Núcleo de Pesquisas Econômicas (Nupec) da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis de Divinópolis (Faced) divulgou nesta quarta-feira (18), o resultado de uma pesquisa realizada em estabelecimentos que comercializam materiais básicos de construção no mês de outrubro.

Os itens pesquisados foram: cal, cimento, preço do metro cúbico da área, preço do metro cúbico da brita e tijolo cerâmico com oito furos. De acordo com a pesquisa, os itens que registraram as maiores variações de preços foram a brita número 1, com a variação de 127% e areia grossa com 76%.

O preço do cimento demonstrou variação entre o preço máximo e mínimo de 11%, sendo que o maior preço encontrado para o saco de 50kg do produto foi de R$ 21,00 e o menor R$19,00. Veja tabela abaixo:

Banner Unir Consultoria Imobiliária

  Produto            Valor        médio       Valro        Mínimo    Valor         máximo    Diferença de Preço
Cal hidratado R$ 6,64 R$ 6,00 R$ 7,00 R$ 1,00 17%
Cimento R$ 19,88 R$ 19,00 R$ 21,00 R$ 2,00 11%
Areia grossa R$ 75,24 R$ 55,00 R$ 97,00 R$ 42,00 76%
Areia fina R$ 93,00 R$ 75,00 R$ 120,00 R$ 45,00 60%
Brita nº1 R$ 82,00 R$ 45,00 R$ 102,00 R$ 57,00 127%
Argamassa R$ 8,00 R$ 6,90 R$ 11,50 R$ 4,60 66%
Tijolo (8 furos) R$ 0,60 R$ 0,50 R$ 0,80 R$ 0,30 60%
Fonte: Nupec-Faced

Preço de combustíveis dispara em Divinópolis e consumidor pode denunciar

  • Escrito por Portal Centro Oeste

posto gasolina divinopolisO preço dos combustíveis disparou entre esta segunda e quarta-feira (11) em postos de Divinópolis. Em alguns, onde antes, até o início da semana, era adotado R$ 3,54 pelo valor do litro da gasolina, como em um na JK, hoje (11) já está a R$ 3,79 , em outro, pasmem, chega a R$ 4,34, na região central da cidade. Também é possível encontrar a R$ 3,99. Os donos e gerente evitam falar sobre o aumento repentino e usam como justificativa apenas a afirmativa de que “a demanda é maior do que a oferta”.

Isso porque com a greve dos caminhoneiros e com os bloqueios de estradas, nem todos os caminhões estão conseguindo chegar à cidade para abastecer os postos. No início da semana, filas se formaram em vários estabelecimentos. O corre-corre foi motivado pelo medo de ficar sem combustível para os veículos. O reflexo disso?! Em alguns estabelecimentos a gasolina, principalmente, se esgotou.

Aproveitando-se do famoso “jeitinho brasileiro” os donos de postos não perderam tempo e elevaram os preços dos combustíveis. Pratica sem sustentação legal, alerta a advogada Angélica Campos. Isso pode ser considerado abuso, já que não há razão legal para os reajustes repentinos. Neste caso, os consumidores podem acionar o Procon ou o Ministério Público (MP).

Leia também: Estacionamento rotativo em Divinópolis será terceirizado

“O CDC [Código de Defesa do Consumidor] combate qualquer tipo de abuso contra o consumidor com base no princípio da boa-fé objetiva, o qual sempre deve basear as relações de consumo. Hoje é mais fácil a comprovação, seja através de fotografias ou cupons fiscais, o que darão conta do abuso e do aumento do valor incondizente com determinação legal”, afirma a advogada.

De acordo com o Procon, aumento injustificado do preço dos combustíveis pode caracterizar prática abusiva do fornecedor, conforme previsto no Código de Defesa do Consumidor, especificamente no art. 39, incisos IV e X, e art. 51, inciso IV c/c §1º, inciso III, que define a “vantagem exagerada ou onerosa”, nos contratos. O governo federal é responsável em autorizar os reajustes.

Indignação

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS