Unir Consultoria Imobiliária
Home Brasil Educação Inep lança guia sobre correção da redação do Enem
Inep lança guia sobre correção da redação do Enem
Escrito por Estadão   
Ter, 31 de Julho de 2012 14:00

O Ministério da Educação (MEC) lançou na tarde desta segunda-feira, 30, um manual que explica como funciona a correção da redação do Enem. Na publicação, de 48 páginas, os estudantes encontram detalhes sobre as competências avaliadas na prova, além de análises sobre o tema cobrado no ano passado e textos que tiveram a nota máxima.

A redação no Enem 2012 – Guia do Participante terá tiragem inicial de 1,7 milhão de cópias, a serem distribuídas para alunos e professores das escolas públicas de todo o País até setembro. A versão digital do documento já pode ser acessada no site do Inep (www.inep.gov.br).

Redações que receberam a nota máxima (1.000 pontos) no Enem 2011 e aparecem no guia com comentários. A anáise considera que esses estudantes "desenvolveram o tema de acordo com as exigências do texto dissertativo-argumentativo" e demonstraram "domínio da norma culta de língua escrita".

“Procure escrever sua redação com letra legível, para evitar dúvidas no momento da avaliação” e “A cópia parcial dos textos motivadores ou de questões objetivas do caderno de prova acarretará a desconsideração do número de linhas copiadas” são algumas das dicas apresentadas.

“Agora está público e transparente o que se espera de cada competência, onde é avaliado, onde pode perder pontos, tanto o corretor quanto aluno sabem antecipadamente os parâmetros”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Segundo o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, o objetivo do guia é "tornar o mais transparente possível a metodologia de correção da redação, além de explicar o que se espera do participante em cada uma das competências avaliadas". "Queremos que o guia contribua para aperfeiçoar o estudo, exemplificar os critérios e mostrar como se faz uma boa redação."

publicidade
O manual foi elaborado pela equipe da Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb) do Inep, em parceria com especialistas em língua portuguesa.

A partir deste ano, um acordo firmado com o Ministério Público Federal (MPF) permitirá que os estudantes tenham acesso às redações corrigidas apenas para fins pedagógicos. “O que estamos discutindo são os procedimentos de segurança para que tenham acesso. É um direito individual e isso tem de ser preservado, estamos construindo como vão ser os procedimentos”, afirmou Mercadante.

“Não é uma operação simples, é por isso que precisamos de um tempo pra concluir a nota da redação e a partir daí disponibilizar.”

Correção. Em maio, o MEC anunciou mudanças na forma de correção da redação do Enem - a principal delas foi a redução da nota de discrepância de 300 para 200 pontos, o que vai levar a um aumento do número de textos que serão revisados.

A pasta também instituiu uma nota de discrepância dentro de cada uma das cinco competências da redação - superior a 80 pontos. Ou seja: mesmo que um estudante, por exemplo, tire 640 pontos de um primeiro corretor e 480 pontos de um segundo (diferença inferior a 200 pontos, a discrepância da nota total), se em uma das competências receber 160 pontos do primeiro e 40 pontos do segundo (diferença superior a 80 pontos, a discrepância das competências), a redação será submetida a uma terceira análise.

O Enem está marcado para os dias 3 e 4 de novembro.

Edital. Além de lançar o guia da redação, o Inep publicou uma chamada pública às instituições de ensino superior para a realização de estudos e pesquisas sobre as provas que aplica, entre elas a Prova Brasil, o Enem e o Enade. O edital prevê investimentos de até R$ 2 milhões.

Os projetos deverão ser focados em metodologia e técnicas de avaliação de competências de escrita em língua portuguesa (métodos de correção de textos, tais como redações e questões discursivas). Um dos objetivos é aperfeiçoar a correção da redação do Enem.

Segundo o Inep, o edital subsidiará diagnósticos mais precisos para induzir mudanças nas práticas de gestão e ensino, por meio de melhorias nos sistemas de avaliação escolar.

Informação | Estadão

 

Adicionar comentário

Você pode postar qualquer comentário nesta página, mas lembre-se: VOCÊ é o(a) único(a) responsável pelo que postar e seu IP será monitorado pelo nosso servidor.



Evite comentários grosseiros e termos chulos.


Código de segurança
Atualizar

Cadastre-se no DiviCity.com

Cadastrando no DiviCity.com você recebe as principais notícias da cidade, recebe as melhores ofertas e participa de promoções exclusivas.

Cadastre-se agora mesmo!

E-mail*
 

Cadernos Especiais

Page Rank Check

 

Todos