Unir Consultoria Imobiliária
Home Brasil Polícia ‘Achei que daria resultado’, diz idosa armada em banco de Rio Preto
‘Achei que daria resultado’, diz idosa armada em banco de Rio Preto
Escrito por G1   
Qui, 02 de Agosto de 2012 13:00

Idosa de 74 anos entrou no banco armada para reaver R$ 50A idosa Janete Benfati, de 74 anos, que entrou armada em uma agência bancária em São José do Rio Preto (SP) para ameaçar um funcionário disse acreditar que, desta forma, conseguiria reaver os R$ 50 que estariam faltando em seu saque. "Queria mostrar o revólver para a caixa para ver se ela soltava meu dinheiro. Achei que ia dar resultado ir armada", disse a aposentada.

Ela reclamou do mau atendimento que recebeu. Segundo depoimento, foi ao banco na terça-feira (31) para sacar R$ 538, provenientes do aluguel de um imóvel. Porém, segundo a idosa, a caixa do banco teria dado apenas R$ 488, faltando R$ 50 para completar o valor.

A idosa só sentiu falta do dinheiro após ir embora. “Estava com dor de cabeça e não quis conferir o dinheiro na hora. Quando cheguei em casa, minha sobrinha contou o dinheiro e falou que faltavam R$ 50. Não pude ir lá no mesmo dia porque tinha médico marcado e voltei hoje (quarta-feira)", diz. A idosa voltou ao banco armada com um revólver. "Se eu te apontar uma arma, você não ficaria com medo? Sei que podia ter matado alguém sem querer, mas, graças a Deus, não aconteceu nada”, afirmou a idosa.

Como a caixa que a atendeu não estava lá, a idosa resolveu ameaçar o gerente. Os funcionários e clientes da agência conseguiram acalmar a mulher, que guardou a arma na bolsa e foi embora. A polícia foi chamada e seguiu a idosa até seu apartamento, onde foi detida.

Segundo depoimento, a idosa contou que herdou a arma do pai dela e não sabe explicar como passou pelo detector de metais do banco, mas diz estar arrependida do que fez. “Estou arrependida de ter ido armada, porque a arma não resolve nada. Resolve apenas na mão de bandido, mas na minha mão não iria resolver”, pondera.

A mulher de 74 anos irá responder processo por porte ilegal de arma e vai pagar R$ 630 de fiança. A arma era registrada e estava carregada. “Em 20 anos de profissão eu nunca vi uma coisa dessas, uma situação dessas”, afirma o delegado Marcelo Goulart, que agora vai ouvir funcionários da agência bancária onde tudo aconteceu. A polícia também vai investigar porque o detector de metais da porta giratória do banco não funcionou.

Informação | G1

 

Adicionar comentário

Você pode postar qualquer comentário nesta página, mas lembre-se: VOCÊ é o(a) único(a) responsável pelo que postar e seu IP será monitorado pelo nosso servidor.



Evite comentários grosseiros e termos chulos.


Código de segurança
Atualizar

Cadastre-se no DiviCity.com

Cadastrando no DiviCity.com você recebe as principais notícias da cidade, recebe as melhores ofertas e participa de promoções exclusivas.

Cadastre-se agora mesmo!

E-mail*
 

Page Rank Check

 

Todos