Unir Consultoria Imobiliária
Home Minas Gerais Notícias MG Bebê sacudido é internado na UTI com lesões no cérebro
Bebê sacudido é internado na UTI com lesões no cérebro
Escrito por O Tempo   
Qui, 05 de Julho de 2012 08:00

Uma menina de 3 meses, filha única de um casal que planejou uma gravidez por 19 anos, está há 20 dias internada em estado grave no Hospital Mater Dei, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, vítima de uma doença conhecida como síndrome do bebê sacudido, quando a criança sofre lesões cerebrais ao ser violentamente chacoalhada. O bebê, que está em coma, corre risco de ter sequelas irreversíveis, como cegueira e paralisia.

O caso é investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e a suspeita é que a responsável pela agressão seja a babá, de 31 anos, que cuidava da menina desde que ela nasceu. A informação sobre a suspeita é do delegado Geraldo Toledo, que está à frente das investigações.

Segundo ele, no último dia 14 de junho, quando a criança foi levada ao hospital, a babá contou que passou o período da manhã com o bebê e, no horário do almoço, a garota teve uma convulsão. Orientada por telefone pela mãe do bebê, que estava no trabalho, a babá levou a menina ao hospital.

Assim que chegou, a criança foi levada imediatamente para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Ao confirmarem, através de exames, que o bebê tinha sangramento no cérebro e deslocamento dos vasos da retina, os médicos acionaram a polícia. "A babá negou que tenha agredido a criança, mas confirmou que era a única pessoa que cuidava do bebê no dia em que o caso aconteceu", disse o delegado. O policial investiga a possibilidade de a agressão ter acontecido dias antes da internação, mas considera pouco provável pela gravidade das lesões.

publicidade
publicidade

Dois médicos que atenderam a criança confirmaram as lesões no cérebro. Ainda conforme o relato dos médicos ao delegado, a menina teve outras três convulsões no hospital. Exames mostraram que o bebê nasceu completamente sadio e não apresentava hematoma ou lesão externa.

Histórico. Pessoas ligadas à família contaram que a mãe da criança tentou engravidar por 19 anos e que só conseguiu ter a filha a partir de uma inseminação artificial. No dia em que o fato aconteceu, a mãe trabalhava em seu salão de beleza e o pai, que é piloto, estava fora da cidade. Uma prima da mãe da garotinha veio de Uberaba, no Triângulo Mineiro, para ajudar o casal.

Segundo o delegado, os pais do bebê não têm parentes em Belo Horizonte. A babá, natural do Rio Grande do Sul, teria sido contratada por indicações de pessoas próximas ao casal. Segundo a polícia, ela não possui antecedentes criminais. Resposta

Silêncio. A assessoria do Mater Dei informou que não foi autorizada pelos familiares do bebê a passar informações sobre o caso. Procurados pela reportagem, os pais da criança também não quiseram falar.

Desinformação

Risco. Segundo a neurocirurgiã Maria Laura Bezerra, faltam informações sobre os riscos de se balançar bebês. Os médicos que cuidam da criança internada não foram encontrados.

Informação | O Tempo

 

Adicionar comentário

Você pode postar qualquer comentário nesta página, mas lembre-se: VOCÊ é o(a) único(a) responsável pelo que postar e seu IP será monitorado pelo nosso servidor.



Evite comentários grosseiros e termos chulos.


Código de segurança
Atualizar

Cadastre-se no DiviCity.com

Cadastrando no DiviCity.com você recebe as principais notícias da cidade, recebe as melhores ofertas e participa de promoções exclusivas.

Cadastre-se agora mesmo!

E-mail*
 

Cadernos Especiais

Page Rank Check

 

Todos